Transição Capilar: Desapegando da perfeição

Eita que o assunto “transição capilar” está voltando para o blog. Isso mesmo, após quase dois anos de uma das decisões mais importantes da minha vida, ainda me considero passando pela transição.

Meu cabelo já cresceu muito, já mudou muito, e eu já cortei muito.

Entrar na transição, cortar o cabelo curtinho…tudo isso não tirou o meu apego e apreço pela tesoura. Ela continua sendo uma velha amiga, que recorro sempre que tenho vontade, e ela nunca me decepciona (para a tristeza daqueles que ainda relutam contra a decisão de uma mulher não se importar com o comprimento do cabelo).

Passando tantos meses do dia que resolvi não mais alisar o meu cabelo, e dar uma oportunidade para os meus cachos, notei que eu não poderia ter entrado de forma melhor nesta aventura capilar.

Embarquei sem pretensões, sem referência e sem expectativas, e talvez, apenas talvez, eu continue curtindo cada dia justamente por isso. E a palavra “dia” não entrou na frase anterior por um acaso. Cada dia me deparo com um cabelo novo, e juro não saber quando isso vai acabar. Se é que vai acabar.

Perdi a conta de quantas vezes paro diante do espelho observando cada cacho, cada voltinha…a forma como emoldura o meu rosto…e como tudo aquilo se completa. Se antes aquele reflexo me entristecia e me envergonhava, hoje me alegra e me conquista.

Claro, óbvio e evidente que como todo relacionamento, alguns dias estamos em plena “Lua de Mel”, e outros dias a coisa fica mais tensa, mas, isso se chama realidade, e vida real é assim.

Acordou com frizz? Simbora com frizz mesmo. Acordou com volume? Simbora com volume mesmo. Acordou sem volume? Sacode a cabeleira e faz o possível. Acordou ser ter jeito? Vai de bandana, tiara, presilha…mas vai assim mesmo.

Ter o cabelo naturalmente cacheado é ter a certeza de que nenhum dia será igual ao outro, e nada como desapegar da perfeição para curtir a personalidade que o seu cabelo apresenta.

Por, Dani Rabelo

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Helma/Helmíssima disse:

    Desapegar da perfeição… Que ótima síntese para quem tem cachos! Desapegar do domínio sobre parte de si: cachos são autônomos. Não deixam de ter vida própria nem quando vai um spray fixador em cima. Rs!!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s