A palavra é: EMPATIA

EMPATIA

> Ação de se colocar no lugar de outra pessoa, buscando agir ou pensar da forma como ela pensaria ou agiria nas mesmas circunstâncias.

> Aptidão para se identificar com o outro, sentindo o que ele sente, desejando o que ele deseja, aprendendo da maneira como ele aprende etc.

Sim, é com a definição desta palavra, que por muito tempo era desconhecida do nosso vocabulário, no entanto, agora, ganha cada vez mais espaço, que inicio o texto de hoje.

– E por qual motivo ela ganhou mais espaço, Daniela?

Talvez pelo fato de necessitarmos cada vez mais que as pessoas sintam, sintam de verdade, sintam do fundo do coração que esta palavrinha precisa ser aplicada urgentemente.

Colocá-la em prática não requer diploma, não requer dinheiro, não requer maturidade…Colocá-la em prática requer apenas, e somente, sensibilidade, respeito e solidariedade.

É, talvez para algumas pessoas isso não seja tão fácil, e por isso mesmo a gente presencie barbaridades sendo feitas e faladas diariamente. Complicado se colocar no lugar do outro quando a sociedade preza tanto pelo “eu” e coloca em último lugar o “nós”.

“Eu preciso ter a vantagem”. “Eu tenho que sentar no melhor lugar”. “Eu quero ser o primeiro da fila”. “Eu não posso esperar, pois tenho que resolver os meus problemas”. “Eu nem ligo, afinal, não foi comigo”… E assim caminhamos para uma sociedade cada vez mais egoísta, cada vez com menos empatia.

Sim, minha cara e meu caro, posso dizer que o contrário da empatia seja o egoísmo, e se ser egoísta pode parecer em um curto prazo um belo negócio, não se anime. Em breve você poderá estar do outro lado, e olhará para o seu semelhante desejando um pouco da tão falada empatia.

Talvez, algum momento, você precisa que alguém te ajude a atravessar uma rua. Talvez, em algum momento, você precise que alguém te conceda um lugar para sentar. Talvez, em algum momento, você precise que alguém te defenda. Talvez, em algum momento, você precise que alguém sinta um centésimo da sua dor e apenas te estenda a mão.

Quem sabe, no futuro, a gente aprenda que este substantivo feminino possui um poder tão grande que é capaz de impedir ofensas, fome, dor e até a própria morte: #MenosEuMaisNós

brecht_thumb

Por, Dani Rabelo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s