Que tal saborear o processo, e esquecer um pouco o resultado final?

Tentando achar um tema para o Balaio Pensante desta semana, lembrei do tempo que eu ficava na frente do computador, paralisada, rezando para que Nossa Senhora dos Jornalistas mandasse para mim o “título perfeito”. Ela nunca mandou, pelo menos para mim, e isso aconteceu até que eu entendesse uma coisa: Qualquer título só viria depois que o texto estivesse pronto.

Hoje isso é tão lógico, mas durante muito tempo não foi.

A gente quer tanto ter a vida dos sonhos, quer tanto encontrar o fim do arco íris, que não notamos que precisamos construir tudo isso, e a beleza de toda a extensão do arco íris é muito maior do que o seu fim.

Quantas vezes o processo é mais gostoso do que o resultado final, no entanto, muitas vezes deixamos isso passar, e também desconsideramos tudo se o título não for perfeito, se o final não for como nos filmes, se o resultado não é como esperávamos.

As coisas acontecem tão rápido. Nós desejamos tanto que tudo aconteça tão rápido achando que o mais importante é ultrapassar a marca da chegada, porém, o mais importante é curtir toda a trajetória da corrida.

por, Dani Rabelo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s