Entrei na transição, na transição capilar – A busca pela texturização certa

Exatamente no dia 10 de janeiro de 2017 tomei uma das decisões mais significativas da minha vida, e vou entender totalmente se algumas pessoas acharem que é bobagem, mas só quem viveu algo semelhante, ou tem sensibilidade suficiente, vai entender o que aquele dia representa para mim e tudo o que está acontecendo depois dele.

Tinha tudo para ser um dia normal, mas acordei com algo me incomodando, e precisava tomar o quanto antes uma decisão. Tomei banho, me olhei no espelho e falei para a Dani que estava ali refletida: Já deu de cabelo liso, não é? Vamos redescobrir quem é a Daniela? E foi assim que tudo começou.

transicao-capilar-03Há exatamente um mês comecei oficialmente a minha transição capilar, decidi que iria deixar de fazer qualquer química de alisamento e voltaria para o meu cabelo original, meu cabelo cacheado.

O texto de hoje é para falar o que percebi durante esse tempo, tempo que pode ser medido através dos dois dedos de raiz cacheada que já estão bem visíveis na parte da frente da minha cabeça. Na parte de trás, como o tempo que estou sem química é maior, já vejo cachos se formando 😉

Os primeiros dias pós decisão foram bem complicados, pois eu não sabia ainda a forma como eu iria lidar com o meu cabelo. Tratei logo de comprar um arsenal de cremes, gelatinas, tônicos, cremes de tratamento…e tentei, juro que tentei, zilhões de formas de texturização (coquinhos, papel alumínio, trança, fitagem…) e nada, eu disse, nada funcionou.

Sim, me senti derrotada, frustrada, triste…por achar que teria que passar boa parte da transição fazendo escova (ou seja, alisando o cabelo, e na minha mente isso significava danificar de alguma forma o cabelo que estava nascendo) por não conseguir cacheá-lo. No fundo, também queria ir me acostumando com o volume, com o cabelo “bagunçado”, mesmo sabendo que aqueles cachos ainda não eram os verdadeiros, mas pelo jeito isso não seria possível.

Depois de ver e ler opiniões contrárias e favoráveis ao uso do secador durante a transição, decidi escutar uma especialista em cabelos cacheados e a resposta dela tirou um peso das minhas costas: fazer escova não iria prejudicar os meus cachos. Enfim, seria assim, eu iria passar mais algum tempo com o cabelo liso até ele ter o tamanho suficiente para cortar e tentar novas texturizações.

transicao-capilar-01Passou um dia, dois, três…E como uma boa virginiana (nem acredito muito em signos, mas vamos lá) continuei pesquisando formas de cachear meu cabelo sem usar ferramentas como prancha ou babyliss. Sabe qual foi o resultado? Descobri!!! Sim, finalmente uma técnica, mega simples, mega prática e que me deu a oportunidade de ter uma ideia de como será a Dani no final de todo esse processo.

Esse foi o principal drama do mês, e a sua solução fez com que eu passasse agora por outro processo: as pessoas se acostumarem com esse novo visual. Não tenho o que reclamar, pois a receptividade foi muito, muito boa. Convivo com pessoas especiais, e essas entendem e apoiam a minha decisão, e posso dizer que isso facilita muito as coisas.

Ainda neste primeiro mês de transição coloquei em prática, de fato, o Cronograma Capilar, e tenho percebido um resultado muito legal. Estou descobrindo novas e antigas marcas de cosméticos, e redescobrindo como funciona o meu cabelo: o que ele gosta, não gosta, como gosta…

Cada dia descubro algo diferente, e estou pensando seriamente em passar o “Diário da Transição” de mensal para quinzenal.

Uma verdade é certa, para uma garota que está vivendo o processo de transição capilar, um mês não tem mesmo trinta dias. O tempo parece ser mais longo, e em compensação as descobertas são mais intensas. Você vai se descobrindo um nova pessoa com o passar de cada dia, e para quem acha que cabelo é apenas cabelo, você está certo, mas ainda sim eu posso provar que a coisa é muito mais profunda 😉

*Vídeo que ensina a texturização que estou fazendo, e que deu muuuito certo 😉

por, Dani Rabelo

Anúncios

5 comentários em “Entrei na transição, na transição capilar – A busca pela texturização certa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s