Resenha do Balaio: Base Pure Makeup – Maybelline

Hoje é o dia da primeira resenha de base do Balaio, e a escolhida é uma que uso já faz um bom tempo, mais de um ano, e sempre é a minha escolha quando as espinhas (sim, eu ainda tenho espinhas) teimam em aparecer: Pure Makeup – base líquida – da Maybelline .

Bem, essa base não é nenhuma novidade no mercado, mas ainda é desconhecida para muitas pessoas. A marca é internacional, mas a Pure Makeup é fabricada aqui mesmo no Brasil e pode ser encontrada em quiosques da marca, em lojas de departamentos e na internet.

base-maybelline-01

De acordo com o site da Maybelline, esse produto foi feito para a pele da mulher brasileira, “combatendo” a oleosidade, o brilho e as imperfeições. Eles ainda destacam que:

base-maybelline-embalagemSua fórmula leve contém ácido salicílico, que ajuda a combater as imperfeições das peles mistas e oleosas sem obstruir os poros. Dermatologicamente testado, o resultado é uma pele perfeita, matificada e sem brilho!

  • Combate as imperfeições da pele mista e oleosa
  • Cobertura média perfeita para o dia a dia
  • Acabamento matte para uma pele sem brilho

No total são quatro tonalidades, o que para mim já é um ponto negativo. Se foi feita para a brasileira, bem sabemos que temos no nosso país muito mais do que quatro tons de pele, não é? :/

Sigamos…

A Pure Makeup é realmente líquida, daquela que escorre, e isso vai dar para ver pela foto que tirei. A minha cor é a 30 Natural, e na embalagem temos ainda a informação de que sua fórmula possui Camomila (que ajuda a acalmar a pele), o ácido já citado, além de vitamina E e B5.

A embalagem é de plástico, um tubinho, e tem um bico que pode fazer meleca por causa da sua fluidez, mas nada que faça com que eu reprove. A quantidade de produto oferecido para o consumidor são 30 ml, e ela rende bastante. Pesquisando encontrei sendo vendida por R$ 30 até R$ 50, então, vale pesquisar.

base-maybelline-aberta
Prova de como a base é líquida

Considerações do Balaio da Dani

Como disse no início do texto, sempre escolho essa base quando aparecem espinhas no meu rosto, e uma coisa posso dizer, em mim o ácido salicílico funciona muito. Quando vou retirar a base, a aparência da espinha está muito melhor, então, esse é realmente um produto que não apenas serve para embeleza, ele também trata.

base-maybelline-na-mao

Sobre a cobertura, não é nada power. Essa não é uma base de alta cobertura, e eu classificaria como média, mas podem ser feitas camadas. Como eu gosto de uma cobertura mais natural, por mim está tranqüilo.

Abaixo está  uma foto minha apenas com o rosto lavado. Como uma pessoa normal, além das espinhas, tenho sardas e sinais, o que é ótimo para resenhas de bases 😉 Ou a danada cobre, ou não cobre 🙂

base-maybelline-asem-base

Sim, minha pele é oleosa, e por causa disso nunca, jamais, em hipótese alguma, aplico base com os dedos. Opto sempre por um pincel, e fiz a aplicação da Pure Makeup com o pincel da Macrilan de cabo de madeira M-115.

base-maybelline-pincel-de-aplicacao
Pincel Macrilan – cabo de madeira – M-115

Agora temos a aplicação da base na metade do rosto (lado direito), e é perceptível que ela tem uma cobertura bacana, mas nada extraordinário. Como tem o ácido na sua composição, passo apenas o que sobra do pincel na pálpebra móvel, ou em alguns momentos nem passo a base lá.

base-maybelline-aplicada-metade-do-rosto

Essa é uma montagem para comparação. A foto do lado esquerdo mostra o meu rosto sem a base, e do lado direito com a base. Percebeu a diferença?

Finalmente a foto da base totalmente aplicada no rosto, e o efeito é esse: bem natural. Como ela é fluida, é fácil de espalhar e em alguns segundos já está sequinha, mas não deixa a pele com a sensação de “esturricada”, deixando também um efeito matte (sem brilho). O cheiro é suave, e eu não sinto que fica na pele. Outra constatação importante: não transfere.

base-maybelline-aplicada

Nos quesitos durabilidade, resistência e brilho, na minha pele, ela segura a oleosidade por umas duas horas nos dias muito quentes, e esse tempo aumenta se a temperatura diminuir. Resiste bem ao suor e a água, e chego a passar cinco horas com a maquiagem intacta.

Pelo custo benefício, sabendo que é uma base que trata, a Pure Makeup é sim uma das minhas queridinhas, e quando esse tubo acabar certamente comprarei outro. Isso só não vai acontecer se eu nunca mais tiver espinhas (oremos!) 😉

base-maybelline-make-pronta
Make completa, com pó, corretivo, máscara de cílios…

por, Dani Rabelo

 

 

Anúncios

Um comentário em “Resenha do Balaio: Base Pure Makeup – Maybelline

  1. oi dani! tava procurando informações sobre essa base e encontrei seu blog. obrigada pelas informações!! tenho uma duvida sobre o fundo da base depois que ela seca: é rosado, neutro ou amarelado? meu rosto tende mais ao amarelado, então não sei se ela se adaptaria pra mim =( não encontrei teste por aqui. bjosss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s