Sobre óleos corporais e hidratantes com enxágue

Você que cresceu nos anos 90, lembra do comercial do hidratante Monange e a Xuxa toda besuntada nele? Pois é, acho que criei um certo trauma, e simplesmente não consigo usar cremes hidratantes.

Por melhor que sejam, e existem marcas muito boas, parece que aquilo não adere na minha pele, que não é absorvido, e em alguns minutos me sinto escorregando, derretendo…Aff, que agonia! Então, diante do fato de que de mim não rola um sentimento com os hidratantes, decidi buscar outra coisa que pudesse hidratar a minha pele e ao mesmo tempo me deixar confortável.

Depois de testes e teste conheci os óleos de banho e os hidratantes com enxágue, e com eles pude colocar em dia os cuidados com a minha pele.

Se quando você leu “óleos de banho” perguntou automaticamente como alguém que não gosta da sensação de “pele escorregando” consegue usar algo assim, eu respondo bem direitinho: assim como os hidratantes com enxágue, após a aplicação do óleo você vai para debaixo do chuveiro e tira o excesso do produto. Sacou a manha? 😉

Fazendo um comparativo entre os óleos e os hidratantes com enxágue, confesso que gosto ainda mais dos óleos, pois acham que o efeito na pele é mais eficaz. Sinto a hidratação  quase que automaticamente, o que com o hidratante com enxágue preciso usar mais vezes para perceber o efeito. O que eu faço é variar entre um produto e outro, e isso vai de acordo com o estado de ressecamento da minha pele.

Como sempre, nas minhas andanças pela internet, descobri no site da Natura alguns mitos sobre os óleos corporais, e vou colocar aqui os que achei mais interessante:

– Óleo não deixa a pele oleosa, e isso pode acontecer se você não usá-lo da forma correta. Ele deve ser enxaguado para evitar o seu acúmulo na pele.

– Óleos trifásicos e óleos regulares são diferentes. O primeiro é mais leve, pois possui na sua composição outros ativos além do óleo vegetal.

– Óleo corporal não mancha as roupas desde que usado de forma correta.

No caso do hidratante com enxágue, não existe muito mistério. A textura é semelhante ao hidratante normal, porém, na sua composição existem mais óleos. Em contato com a pele, é absorvido imediatamente, e com o enxágue são eliminados apenas os componente solúveis em água, enquanto os ingredientes de ação hidratante permanecem na pele.

Já passei por vários óleos corporais e vários hidratantes com enxágue.

Se você se identificou comigo, ou gosta de testar produtos novos, vale experimentar 🙂

por, Dani Rabelo

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “Sobre óleos corporais e hidratantes com enxágue

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s